Uma questão de língua

Caros alunos,

Aqui fica um questionário para que possam testar os vossos conhecimentos sobre as características da poesia trovadoresca.

Bom trabalho!!! 😉

Anúncios

keep-calm-and-bora-estudarCaros alunos,

Como é hábito, aqui ficam os objectivos para este teste escrito de avaliação.

Assim, para este teste, deverão conseguir:

Grupo I – compreensão e interpretação literária (100 pontos)

  • classificar uma produção da lírica trovadoresca (cantigas de amigo e amor) através da identificação das suas características formais e temáticas;
  • interpretar a mensagem de um texto (cantiga);
  • reconhecer recursos estilísticos/expressivos, apontando a sua expressividade;

Grupo II – Gramática (50 pontos)

  • classificar palavras morfologicamente (classes, subclasses e flexão);
  • classificar orações subordinadas e coordenadas;
  • identificar as funções sintácticas dos elementos de frase;
  • relacionar palavras: sinonímia; antonímia.

Grupo III – Expressão escrita – comentário (50 pontos)

  • exprimir a opinião sobre um tema;
  • usar argumentos e contra-argumentos.

Bom estudo e bom trabalho!!! 😉

Caros alunos,

No seguimento do trabalho que temos estado a fazer em aula sobre as cantigas de amigo, de amor e, seguidamente, escárnio e maldizer, aqui fica uma grelha com as características, semelhanças e diferenças entre as diferentes composições da poesia trovadoresca.

Bom trabalho!!!

😉

Queridos alunos da ESRBP,

Aqui venho dar-vos as boas vindas ao blog de Português.

Com esta ferramenta, poderão complementar as vossas aprendizagens através do estudo on-line. Assim, têm à vossa disposição exercícios que poderão fazer em casa, links ou ligações para outros sites interessantes e apresentações sobre as diversas matérias que vamos trabalhando, e que podem consultar sempre que quiserem… Enfim, esta é uma ferramenta que têm à vossa disposição para “usar e abusar”!!

Bom ano lectivo!!! 😉

Etiquetas:

Caros alunos,

O texto expositivo é um tipo de texto que pressupõe algumas regras de redacção. É um texto em que se parte de um tema, que pode ser uma afirmação, o autor apresenta os factos sem dar a sua opinião, dando exemplos e fundamentando-os com evidências.

É dividido em três partes: introdução, desenvolvimento e conclusão. Deverão ter em conta o seguinte:

  • Introdução e Conclusão:
    • devem ser constituídas por um único parágrafo;
    • são sínteses teóricas, pelo que não devem incluir exemplos;
    • articulam-se entre si, já que a conclusão deve retomar a introdução.
  • O desenvolvimento:
    • articula-se com a introdução;
    • integra referências concretas à obra do autor, recorrendo a citações de excertos e/ou títulos;
    • veicula juízos próprios apoiados em referências textuais.

Nota que:

  • deve ler-se atentamente o enunciado de forma a compreender claramente a tese aí formulada;
  • antes de redigir o texto, deve-se organizar a informação em forma de tópicos ou esquema;
  • durante a redacção, deve-se identificar o tipo de relações lógicas existentes entre as várias partes do texto e entre as ideias que vão ser expostas no desenvolvimento, de modo a seleccionar os articuladores do discurso que vão evidenciar esses nexos;
  • convencionalmente, o tempo verbal utilizado neste tipo de texto é o presente do indicativo;
  • não se deve fugir ao limite de palavras indicado.
(fonte: http://www.escolavirtual.pt/assets/conteudos/downloads/12por/texto-argumentativo.pdf)

Sobre os articuladores do discurso, aqui fica um link para explorarem.

 

Fica aqui também uma apresentação sobre este tema, com informação mais detalhada, que poderá ajudar-vos.

Bom trabalho!! 🙂

Caros alunos,

Na sequência da nossa “viagem no tempo”, passamos ao final do século XIV, a uma época conturbada da nossa história, a crise de 1393-85, documentada na Crónica de D. João I, de Fernão Lopes, cujo estudo estamos a iniciar agora.

Aqui fica um resumo das circuntâncias políticas e sociais da época e dos acontecimentos que deram origem à Batalha de Aljubarrota e a nomeação de D. João, Mestre de Avis, como rei de Portugal, dando início à dinastia de Avis.

Bom estudo!!! 🙂

keep-calm-estudar-vale-a-penaCaros alunos,

Como é hábito, aqui ficam os objectivos para este teste escrito de avaliação.

Assim, para este teste, deverão conseguir:

Grupo I – compreensão e interpretação literária (100 pontos)

  • classificar uma produção da lírica trovadoresca (cantigas de amigo, amor e escárnio e maldizer) através da identificação das suas características formais e temáticas;
  • interpretar a mensagem de um texto (cantiga);
  • reconhecer recursos estilísticos/expressivos, apontando a sua expressividade;

Grupo II – Gramática (50 pontos)

  • classificar palavras morfologicamente (classes, subclasses e flexão);
  • dividir e classificar orações (subordinadas e coordenadas);
  • identificar as funções sintácticas desempenhadas pelos elementos de frases;
  • relacionar palavras: sinonímia; antonímia; palavras homónimas, homófonas; homógrafas; parónimas; hipónimos; hiperónimos;
  • reconhecer e distinguir os vários processos fonéticos e fonológicos presentes na evolução da língua portuguesa.

Grupo III – Expressão escrita – Texto expositivo (50 pontos)

  • redigir um texto expositivo alusivo a um tema relacionado com a contextualização histórica da crónica de D. João I, de Fernão Lopes (crise de 1383-85).

Bom estudo e bom trabalho!!! 😉

Calendário

Novembro 2017
S T Q Q S S D
« Set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Visitas

  • 129,290 cliques

Posts mais votados

Autora do blog

Elsa Maximiano, professora de Língua Portuguesa/Português e Inglês do 3.º Ciclo do Ensino Básico e Ensino Secundário.
Este blog de Língua Portuguesa foi criado e é mantido com o objectivo de complementar as aprendizagens dos alunos e fomentar a sua autonomia através da utilização das TIC.
Uma ferramenta que se encontra disponível para todos aqueles que a quiserem usar!
Bem-vindos!